A terra é o elemento principal utilizado na geoterapia. Fonte de água e alimentos, ela também oferece minerais e metais, cujas propriedades são terapêuticas. Por isso mesmo, essa terapia utiliza argila, barro, pedras e cristais para tratamentos.

A Geoterapia visa a estabelecer o equilíbrio do corpo e da mente, tratando perturbações físicas e emocionais com o auxílio desses elementos.

Sua história vem de milhares de anos e a Geoterapia é amplamente utilizada tanto por antigos curandeiros quanto por médicos. A argila, há séculos, combate epidemias e doenças infecciosas.

Geoterapia

Propriedades da Geoterapia para a cura de doenças



Estudos teóricos e práticos da ciência se juntaram aos costumes e tradições antigas para identificar os benefícios da argila, do barro, das pedras e dos cristais.

Sua composição química e geológica é determinante para os tratamentos. Estudos comprovam, inclusive, que algumas das substâncias químicas encontradas na terra são diretamente responsáveis pela cura e restauração do tecido celular humano.

A argila é, ainda, anti-inflamatório, antisséptico e cicatrizante 100% natural.

Como agem os minerais na Geoterapia



A geoterapia trabalha com a composição química da terra para restabelecer o funcionamento pleno do organismo. Assim, é possível devolver-lhe o bem-estar natural.

Os principais minerais empregados na geoterapia para tratar inúmeras condições de saúde são alumínio, ferro, cálcio, sódio, potássio e titânio.

Basicamente, suas ações principais incluem:

Magnésio: atua contra doenças circulatórias, cardíacas, de rins, do aparelho digestivo, diabetes, osteoporose, disfunções sexuais, próstata, obstipação, artrite, asma, Alzheimer, câncer, alcoolismo e depressão. Sílica: recomendado para tratamento de perturbações relacionadas aos sistemas respiratório, nervoso, vascular e ossos.

Zinco: utilizado em pessoas que demonstram um desenvolvimento de ossos ou sexual atrasado, mas também em casos de falta de energia, proteína e subnutrição.

Cobre: combate problemas de ossos (incluindo a osteoporose) e vasculares, assim como a hipopigmentação da pele e cabelo.

Manganês: aplicado em casos de desenvolvimento corporal deficitário, anomalias de ossos e problemas relacionados com o sistema reprodutivo.

Como é aplicada a Geoterapia?



A geoterapia pode ser aplicada de muitas formas, utilizando argila, cristais, barro e pedras. Ela elimina líquidos e toxinas de dentro das células e, por isso, requer a ingestão de muita água após o tratamento.

Geralmente, a argila é aplicada diretamente sobre a pele, sendo coberta por um ano e mantida assim até secar. Esse método é muito utilizado no tratamento de dores musculares, entorses, reumatismo e artrite.

A geoterapia também pode ser aplicada em forma de compressa. Diluída em água, ela é menor consistente. Banhos de lama em banheira e aplicação de pedras e cristais diretamente sobre o corpo também são métodos utilizados.


Cada vez mais, a geoterapia é utilizada em conjunto com outras práticas terapêuticas, bem como em tratamentos estéticos e de spa.

Experimente essa técnica e veja como ela pode trazer equilíbrio e bem-estar a seu corpo e mente.

< Voltar