Diversos fatores podem levar à queda da testosterona na mulher. Se ela apresentar valores iguais ou menores a referência médica no exame de sangue, pode haver menopausa precoce, queda do desejo sexual e baixo rendimento esportivo.

Uma avaliação minuciosa de um especialista aponta para a necessidade de a mulher fazer a reposição de testosterona. Entretanto, é fundamental entender que esse tipo de medicamento pode ter efeitos colaterais, então, ele deve ser acompanhado e não deve ser feito por mais de seis meses.

Sintomas de testosterona baixa na mulher



A diminuição da quantidade de testosterona na mulher pode ser notada por alguns sinais. Os mais característicos são:

- Desinteresse sexual;
- Redução do bem-estar;
- Mudanças de humor;
- Falta de motivação;
- Fadiga persistente;
- Diminuição da massa muscular;
- Ganho de peso;
- Acúmulo de gordura corporal;
- Menor massa óssea.

Se percebidos alguns desses sintomas, o médico solicitará exames para confirmar a defasagem de testosterona. Além do exame de testosterona livre, ele pode indicar a dosagem de SDHEA.

Como elevar naturalmente as taxas de testosterona na mulher



É possível aumentar, de maneira natural, as taxas de testosterona na mulher. Para isso, deve-se consumir alimentos ricos em zinco, vitamina A e D. Castanhas, sementes de girassol, ovos, sardinha, espinafre e óleo de peixe são altamente indicados.

Além disso, deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em açúcar e soja, já que eles podem interferir na produção de testosterona. Adotar medidas para reduzir o estresse e investir em momentos de relaxamento são outras ações que ajudam a equilibrar as taxas de testosterona na mulher.

aumentar testosterona naturalmente nas mulheres

Exercícios físicos devem ser praticados ao menos duas vezes por semana durante uma hora, ou diariamente por 30 minutos pelo menos. Yoga, Pilates, dentre outros ajudam e muito!

Riscos da suplementação de testosterona com medicamentos



O uso de testosterona pela mulher deve ser feito com cautela. Isso porque seu uso em excesso pode elevar o risco de desenvolver câncer de mama e de ovário. Problemas como infarto, trombose e resistência à insulina são outros possíveis complicadores da testosterona alta.

Quando ingerido de forma descontrolada, esse hormônio também pode causar acne, deixar a pele mais oleosa, alterar a voz e promover o aumento do clitóris. O aumento de gordura na região abdominal é outra consequência.

É contraindicado que a mulher faça a suplementação de testosterona para aumentar a massa muscular. Por isso, sua ingestão deve ser estritamente em casos de baixos níveis do hormônio e sempre com acompanhamento médico.

Existem as opções de testosterona injetável, em comprimidos, adesivo, gel. Apenas um especialista conseguirá identificar a melhor versão para você, de acordo com as suas necessidades.

< Voltar